Calouros São Obrigados A Beber Gasolina Em Trote Da Faculdade

Os trotes nas faculdades são uma forma divertida dos veteranos darem as boas-vindas aos calouros. Infelizmente, alguns passam dos limites, transformando algo que deveria ser engraçado em um ato violento e humilhante.

Neste artigo você irá conhecer alguns casos famosos de trotes agressivos, e uma exceção à regra. Confira logo abaixo.

Adolescente passa mal após beber gasolina em trote de universitários

No fim de janeiro de 2012, um calouro de 17 anos foi obrigado a beber gasolina em um trote da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande/MS. O rapaz precisou ser levado às pressas ao SUS quando se sentiu mal após ingerir o combustível. Além disso, um dos participantes do trote tomou o celular da vítima.

No trote em questão, veteranos e calouros ficaram em um posto de gasolina próximo à universidade, em uma festa regada a álcool. Muitos estavam bêbados, sujos de lama e tinta, e vários foram internados por causa da embriaguez.

Estudantes ficam em coma alcoólico após trote em Mato Grosso do Sul

No começo de fevereiro de 2015, novamente na cidade de Campo Grande/MS, dois calouros de 17 e 18 anos foram internados com coma alcoólico. O trote ocorreu em um posto de gasolina perto da faculdade, onde na festa de comemoração os veteranos forçaram os calouros a ingerirem grandes quantidades de bebida alcóolica.

Universitária desmaia após banho de diesel e denuncia assédio em trote

Na Faculdade de Engenharia de Sorocaba (Facens), localizada em Sorocaba/SP, no início de fevereiro de 2017, uma caloura foi assediada pelos veteranos no trote que participou.

Além desta humilhação, foi pintada, obrigada a ingerir bebida em grandes quantidades e jogaram-lhe diesel. Foi abandonada desacordada em frente à Universidade.

Queimaduras por larvicida em trote violento em Rondônia

Os veteranos da Faculdade da Amazônia, em Vilhena/RO, passaram de forma forçada uma mistura de larvicida e creolina nos corpos de vários calouros, em trote ocorrido em fevereiro de 2016. A mistura dos produtos químicos causou queimaduras graves em 5 dos calouros vítimas do trote violento.

Trote solidário: “competição” de doação de sangue

Os alunos do campus de Augustinópolis/TO da Universidade Estadual de Tocantins (Unitins) promoveram um trote solidário nos meados de fevereiro de 2017.

Em vez de constranger os calouros, os veteranos propuseram aos novatos que doassem sangue, além de realizar uma campanha de conscientização contra o mosquito da dengue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *