Trotes Violentos Obrigam Alunos De Humanas a Fazerem Cálculos

Faz muito tempo que existe uma zoeira saudável entre os estudantes de exatas e os estudantes de humanas. Eles zoam entre si, mas todos sabem que não passa de uma brincadeira.

Se você é um aluno de exatas que quer tirar sarro de um amigo de humanas, ou você é um estudante de humanas que não se importa de ser zoado, então este artigo foi feito especialmente para você! Divirta-se com os “trotes violentos” logo abaixo.

1° trote violento: pergunte ao aluno de humanas se pode contar com ele

O calouro vai responder que não, pois ele é de humanas e não faz contas muito menos cálculos.

2° trote violento: repreenda um estudante de humanas quando ele errar uma conta

Neste trote, a vítima se sentirá ofendida, pois você não está respeitando a sua diversidade de conhecimentos e de saberes, que está silenciando a sua vivência do momento, que está desconstruindo a sua descoberta existencial.

3° trote violento: dê ao calouro de humanas uma prova impossível de se fazer

A vítima, por não conseguir resolver a prova, em vez de desistir e entregá-la em branco, fará uma dissertação sobre a falência do sistema de avaliação tradicional.

4° trote violento: ameace o estudante de humanas dizendo-lhe que nunca conseguirá emprego

Na verdade, este trote não funcionará muito bem, pois o calouro de humanas dará com os ombros, dizendo que continuará vendendo miçangas na praia para sobreviver, se for o caso.

5° trote violento: force o aluno de humanas a te ensinar como ele avalia as pessoas

Se você o intimidar de forma insistente, ele confessará que monta um mapa astral da pessoa a partir do signo e da data de nascimento, conseguindo assim o perfil do avaliado.

6° trote violento: mande o estudante de humanas para acabar com o papel de trouxa dele

Provavelmente este trote também não funcione eficazmente, pois o aluno de humanas dirá que, quando acabar o papel, ele o reciclará.

Nota: fui recomendado a concluir este artigo para não enfurecer excessivamente os alunos do curso de humanas e eles fazerem greve com uma assembleia estudantil e prepararem um abaixo-assinado contra este artigo e este blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *